página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Terroristas usaram fraude nos EUA


11/07/02

Os terroristas que realizaram os ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos conseguiram abrir várias contas bancárias usando números falsos do Serviço Social norte-americano, revelaram autoridades do FBI nesta quarta-feira. Os terroristas pareciam ter usado mais o SunTrustBanks para movimentação de fundos através de contas abertas no estado da Flórida, acrescentaram as autoridades. Os investigadores rastrearam a transferência de um total de 325 mil dólares através de contas do SunTrust, mantidas pelos terroristas desde um ano antes da realização dos ataques ao World Trade Center, em Nova York, e ao Pentágono, perto de Washington. O banco, com matriz em Atlanta, no estado da Geórgia, está cooperando com o FBI para levantar todos os dados envolvendo as contas suspeitas. As autoridades disseram que os números falsos usados para abrir as contas parecem ter sido escolhidos aleatoriamente, e não eram legítimos nem números roubados. "Isso mostra como os seqüestradores operavam o sistema. Eles sabiam quais eram as vulnerabilidades e as exploraram", disse uma das fontes. Um porta-voz do SunTrust disse ser possível que cidadãos estrangeiros, sem números do Serviço Social, abram contas nos Estados Unidos, mas não pôde dar detalhes sobre que formas de identificação os terroristas usaram para abrir suas contas no banco, segundo o New York Times. Uma grande parte do dinheiro que passou pelas contas teve origem nos Emirados Árabes Unidos, de acordo com os investigadores, que continuam rastreando a fonte. Os investigadores também acreditam que a movimentação do dinheiro através dessas contas é mais uma prova da cooperação entre os seqüestradores antes dos ataques de setembro. Um agente do FBI confirmou que um dos primeiros sinais de uma grande transferência de fundos data de 2000, quando 110 mil dólares depositados numa conta levaram os investigadores a Mohammed Atta, o suposto líder dos ataques, e a Marwan al-Shehhi, outro integrante do grupo terrorista. Os investigadores acreditam que os terroristas tenham tido acesso a pelo menos 500 mil dólares antes da realização dos ataques.


Fonte: CNN


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /