página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Ac.Trabalho - Morte por soterramento em obra.


12/10/09

Operário morre soterrado em obra

NATAL(RN) - O servente de pedreiro Antônio Isidoro de Lima morreu, ontem à tarde, em virtude do desmoronamento de uma barreira,  que o soterrou parcialmente, durante o trabalho de fundação de um prédio na rua Manoel Dantas, em Petrópolis.


O acidente ocorreu por volta das 15h30 da tarde de ontemAntonio Isidoro, 56 anos, morava em Ceará Mirim e trabalhava ao lado de um filho, no canteiro de obras localizado ao lado da Maternidade Escola Januário Cicco.

O acidente de trabalho ocorreu por volta das 15h30. Uma equipe do SAMU foi ao local, tentou atender o servente, mas em virtude de dificuldade operacional, por falta de espaço físico no local, entre os escombros, não conseguiu salvá-lo. O Corpo de Bombeiros chegou às 16h10 para fazer o resgate do corpo de Antônio Isidoro.

Um funcionário do Ministério do Trabalho também compareceu ao local para fazer o levantamento de praxe, por se tratar de um acidente de trabalho, mas não saiu para falar com os jornalistas.

 A imprensa não teve acesso ao local, que foi isolado pela Polícia  Militar, enquanto aguardava a vinda do delegado de Policia Civil do plantão, que só começava às 18 horas.

Em 50 dias, este foi a terceira morte de um operário da construção civil por acidente de trabalho. É o segundo que ocorre por causa do desmoronamento de barreira, como o que soterrou o trabalhador José Ivanilson da Silva, 26 anos, que morreu no dia 20 de agosto, quando trabalhava na escavação de um poço o erguimento de uma coluna de concreto (uma estrutura chamada de sapata). A vítima trabalhava na construção de um prédio da empresa Colméia.

No dia 8 de setembro  operário João Paulo Alves da Silva, 28 anos, morreu depois de cair do sétimo andar do Residencial Severina Porpino, 1528, localizado na avenida dos Potiguares, em Lagoa Nova, zona Sul da capital.

João caiu de uma altura de cerca de 20 metros quando colocava pastilhas no edifício. 


Fonte: Tribuna do Norte


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /