página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Acid. Trabalho - Acidente fere gravemente metalúrgico no interior da CSN, em Volta Redonda


17/08/18

Trabalhador, de 34 anos, teria tido 80% do corpo queimado
 
Rio - Um acidente nesta tarde, no interior da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), deixou o metalúrgico Daniel Silvério Bragança, de 34 anos, em estado grave. Em nota, a empresa lamentou o ocorrido e informou que o acidente ocorreu durante uma atividade de manutenção na área de Laminação a Frio."Houve um curto circuito em um transformador, o que ocasionou queimaduras no colaborador. Neste momento, ele está sendo atendido no Hospital das Clínicas de Volta Redonda. Seu estado de saúde é considerado grave", ressaltou o texto, garantindo que a CSN está prestando todo auxílio ao funcionário e sua família e que as causas do acidente estão sendo investigadas.
 
Acidentes envolvendo empregados da CSN vem sendo alvos de críticas de sindicalistas da oposição sindical, que desde o início do ano pedem aos órgãos de fiscalização e prevenção de acidentes, além de agentes da Justiça e de defesa do Meio Ambiente, fiscalização mais rigorosa nas áreas de produção da Usina Presidente Vargas (UPV). A intenção é prevenir ocorrências de mortes e acidentes que, segundo registros, vêm se repetindo com mais frequência no interior da Usina Presidente Vargas, principalmente a partir de 2015.
 
Em meados de abril, pela segunda vez num espaço de 20 dias, um incidente de grandes proporções assustou a cidade, com estrondo, densa fumaça e fogo. Não houve feridos. Na ocasião, a CSN esclareceu que uma falha mecânica em um dos quatro regeneradores do Alto-Forno 3, provocou um incidente. E que não havia trabalhadores no local naquele momento.Sindicalistas cobram a volta do Programa Acidente Zero (PAZ) , extinto com a privatização da CSN, em 1993. Antes, uma comissão que integrava trabalhadores, líderes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (Cipa), e representantes do sindicato, tinha acesso a todo o processo de produção dentro da empresa. A comissão, inclusive, tinha autonomia para acionar o Ministério Público, fiscais do Ministério do Trabalho e até a polícia, se fosse necessário, e parar equipamentos que apresentavam sinais de problemas. Solicitado pelo DIA, a CSN não informou a quantidade de operários feridos em acidentes este ano.
 


Fonte: O Dia


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /