página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Estatísticas de Acidentes de Trabalho - Acre registrou 380 acidentes e ao menos quatro mortes no ambiente de trabalho em 2017, aponta MTE


11/06/18

O estado do Acre registrou quatro mortes no ambiente de trabalho no ano de 2017, segundo dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego no Acre (MTE/AC).

 
O levantamento mostra que, ao todo, foram registrados 380 acidentes de trabalho no ano passado em todo o estado. No Brasil, chega a mais de 349,5 mil casos de acidentes no ambiente de trabalho em 2017.
 
O superintendente do MTE-AC, Taumaturgo Lima, afirmou que o número real é ainda maior, já que muitas empresas não informam os dados completos. Além disso, segundo ele, tem os casos de acidentes de trabalho que ocorrem em empregos informais, ou seja, sem vínculo empregatício.
 
“Tem muitos acidentes que não são informados pelas empresas, ou tem aqueles acidentes que a pessoa está trabalhando na informalidade. As empresas são obrigadas a informar ao MTE quando tem algum acidente de trabalho. Elas precisam informar e preencher um documento que fica cadastrado no sistema da Previdência Social”, explicou Lima.
 
No caso de acidentes de menor gravidade, as empresas acabam não informando, de acordo com o superintendente. “O certo seria informar qualquer acidente. No caso de trabalhadores informais, quando ocorre acidente, raramente, esse acidente é informado”, afirmou.
 
Conforme os dados, quase 20 mil empresas brasileiras foram autuadas em 2017 por falhas na prevenção de acidentes. O superintendente do MTE-AC informou que os casos de acidente de trabalho acabam causando transtornos, tantos aos empregados como ao empregador.
 
“É uma situação que traz um prejuízo enorme para o país, sociedade, para o trabalhador e empregador. Porque quando ele fica afastado pelo INSS, tem uma série de prejuízos com a família, às vezes fica hospitalizado, a empresa perde a mão de obra e o Estado tem que bancar esse custo para cuidar do segurado”, disse Lima.


Fonte: G1 AC


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /