página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


EPI - Entenda a importância do uso de EPI como forma de segurança no trabalho


06/06/17

Para quem não sabe, o EPI (Equipamento de Proteção Individual) surgiu junto da CLT por meio do Decreto Lei N° 5.452 de 1° de Maio de 1943. Para todas as atividades profissionais que possam gerar algum risco físico para o trabalhador, o empregador é obrigado a fornecer todo o equipamento de proteção conforme consta no artigo 160. Esta é a garantia da integridade física do colaborador e, caso a empresa não consiga efetuá-la, será penalizada caso ocorra algum acidente. Em 2016, um levantamento feito pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) revelou que o Brasil ocupava o 4º no ranking de acidentes de trabalho. As ocorrências chegaram a 700 mil casos por ano. O alerta chama a atenção justamente para a importância do uso de EPI - e as consequências de não usá-lo. 
 
Diversos são os itens de proteção individual. Óculos, protetores auriculares, máscaras, mangotes, capacetes, luvas, botas, cintos de segurança, protetor solar entre diversos outros são indispensáveis em indústrias e fábricas em geral. "Esses acessórios são imprescindíveis para garantir a saúde e proteção do profissional, evitando acidentes de trabalho ou exposição a doenças ocupacionais que futuramente podem comprometer a capacidade de trabalho e de vida enquanto ativo ou após as fase de trabalho", afirma Denísio do Nascimento, sócio da EMBRAST, empresa que fabrica e comercializa diversos equipamentos de proteção para fábricas e indústrias. 
 
A empresa precisa conhecer todos os equipamentos de proteção individual que deve fornecer, para isso é preciso elaborar um "Estudo dos Riscos Ocupacionais". "Esse estudo facilita identificar possíveis acidentes de uma fábrica, ou tentar ao máximo reduzi-los", explica Nascimento. 
 
"Como cada empresa possui sua política de compras, a aquisição de EPI em cada estabelecimento pode variar de empresa para empresa", diz o empresário. "A EMBRAST segue na importação de diversos equipamentos para EPI, fornecendo para revendedores visando ser a líder de mercado", completa. 
 
De acordo com Nascimento, a empresa que não fornecer os equipamentos necessários para a segurança de seus profissionais, a mesma pode ser multada. "A multa poder ser o menor dos problemas, caso aconteça um grave acidente, a empresa é responsabilizada e é obrigada a pagar indenizações que podem chegar a casa dos 6 dígitos facilmente", finaliza. 


Fonte: Terra


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos






Artigos
21/05 - Brasil, o país dos adicionais

» saiba mais

» ver todos os artigos







     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /