página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Mapeamento digital contra o crime


10/03/03

Sempre úteis, mas muito pouco valorizados, os boletins de ocorrência policial em breve se tornarão instrumento decisivo no combate à violência em Cuiabá e Várzea Grande. Em fase experimental, a Secretaria de Segurança Pública já emprega os dados contidos nos BOs como base de um inédito projeto de modernização e inteligência. Ligado a um mapa georeferenciado, um programa de computador processa toda a informação remetida pelas 20 delegacias do aglomerado urbano, permitindo que a polícia - principalmente, aqueles que planejam suas ações - tenha acesso ágil aos locais, os horários e as circunstâncias em que o crime ocorre em todas as ruas de todos os bairros. O primeiro relatório foi finalizado em meados de janeiro. "O problema que a gente vai deixar de ter são aquelas estatísticas defasadas, que só permitem um planejamento em médio prazo", afirma a coordenadora de tecnologia da informação da Secretaria de Segurança Pública, Teresinha Fátima Jordão da Silva. A intenção da secretaria é que até o final do ano a rede encampe as 126 delegacias do Estado, incluindo-se neste processo o mapeamento digital das maiores cidades, como Rondonópolis, Cáceres e Sinop. "Não faz sentido ter um mapa digital como esse em todas as cidades do interior", afirma. O mapa já em uso é uma reprodução fiel dos bairros de Cuiabá e Várzea Grande. Além das ruas e avenidas vetorizadas (transformadas em vetores matemáticos, ideais para uso em projetos de engenharia), foram ainda incluídos centenas de pontos de referência, tais como hospitais, delegacias, farmácias e hotéis. Quando uma ocorrência é incluída no sistema, todas as informações contidas no BO são repassadas a uma central que irá armazenar e processar seus mais diferentes campos, do local do crime ao endereço da vítima. O software - desenvolvido pela mesma empresa que fornece sistemas aos exércitos dos EUA e OTAN (ver matéria) - localiza imediatamente as informações no mapa. Cumprida esta etapa, o banco de dados se torna uma ferramenta com infinitas possibilidades. É tarefa simples, por exemplo, saber qual é o bairro mais violento, aquele onde há mais roubos a residências, a rua com maior índice de homicídios, o período do dia em que os crimes mais ocorrem em determinado bairro ou setor. "Será muito importante durante o planejamento operacional da polícia. No caso de ações emergenciais e de curto prazo, o sistema facilita a obtenção de um relatório de avaliação da semana. Em médio prazo, estas informações podem definir a criação de novas companhias de polícia comunitária em determinados bairros". Os custos iniciais, viabilizados por meio de parceria com o Governo Federal, chegam a R$ 500 mil. A conta inclui apenas os gastos com a produção do mapa digital, a compra de equipamentos e o licenciamento e adaptação do software. "Não estão incluídos, por exemplo, os investimentos que têm de ser feitos na ponta, ou seja, nas delegacias". A secretaria estuda investir na capacitação dos agentes e coordenadores da ação policial para que o novo sistema de fato seja acolhido como parte cotidiana do trabalho. "A idéia é que as pessoas em cada segmento possam obter por conta própria os relatórios de que mais necessitem". O preenchimento dos boletins de ocorrência também é um dos alvos desse processo. Segundo a coordenadora, todo investimento será perdido se não houver a colaboração dos policiais encarregados da coleta e repasse das informações. "Às vezes, falta o endereço ou a qualificação da vítima, pois o policial se preocupa somente em tratar do criminoso. E em situações como as de homicídio e estupro, o perfil da vítima é muito importante para a análise criminal", explica. "Temos então a tarefa de conscientizar o policial da importância de preencher o boletim com o máximo possível de informações".


Fonte: Olhar Direito


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /