página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Acidentes de trabalho diminuem no Brasil


26/10/02

O número de acidentes de trabalho diminuiu 6% em um ano. Em 2000 foram registrados 368,3 mil acidentes e em 2001 esse número caiu para 339,8 mil. Os dados fazem parte do Anuário Estatístico da Previdência Social, apresentado hoje (dia 25) pelos ministros do Trabalho e Emprego, Paulo Jobim, da Previdência e Assistência Social, José Cechin e da Saúde, Barjas Negri.
Do total de acidentes, 283,1 mil ocorreram dentro das empresas; 38,9 mil no trajeto para o trabalho e os 17,4 mil restantes são doenças ocupacionais, como os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT). Entre as doenças profissionais, a redução chegou a 10,89% em relação ao ano 2000. A indústria e o setor de serviços foram as atividades em que mais ocorreram os acidentes no ano passado.
O ministro Paulo Jobim destacou os resultados positivos do Programa Nacional de Redução de Acidentes de Trabalho Fatais, ressaltando que a meta estabelecida em 1999 era a de reduzir em 40% os números de acidentes fatais até 2003. "Faltando, praticamente, um ano para que termine o prazo estabelecido já atingimos mais de 38%", observou o ministro.
Houve redução de 34,37% no número de óbitos de trabalhadores, vítimas de acidentes de trabalho, nos últimos dois anos. O número, que em 1999 era de 3.896 óbitos, baixou para 2.557 em 2001. "Trata-se de um momento histórico, que reflete a consistência das políticas governamentais", afirmou Jobim. Por outro lado, ele reconhece que ainda há muito o que se fazer para diminuir o registro de 2.557 acidentes fatais.
Para o ministro, boa parte desses acidentes têm relação com a questão cultural e ocorrem por falta de prevenção. "Precisamos incentivar o trabalhador brasileiro a usar os equipamentos de proteção e orientar os empresários sobre as conseqüências desses acidentes", explicou. Segundo ele, é preciso investir em educação para reverter esse quadro de acidentes fatais, que ainda é considerado dramático. O ministro disse que os êxitos alcançados representam o patamar a partir do qual será necessário avançar.
"Muito foi realizado e muito ainda há para ser feito. Porém, estes resultados já permitem ao Ministério do Trabalho e Emprego avançar em novas estratégias que possam criar ambientes favoráveis para que as futuras gerações conheçam e incorporem conceitos prevencionistas", afirmou Paulo Jobim.


Fonte: MTE


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /