página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Serviço de Higiene e Limpeza


17/10/02

Os profissionais do Serviço de Higiene e Limpeza (SHL), tem alto risco ocupacional. A enfermeira Nanci M. Laureano Rodrigues, apresentou tese de mestrado no Curso de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo( Escola Paulista de Medicina) em 2001. Realizou uma pesquisa epidemiológica, que teve por objetivos caracterizar, verificar e comparar o Conhecimento e Adesão às Medidas de Precaução Padrão (MPP) e o uso de equipamento de proteção individual (EPI) de funcionários de duas empresas terceirizadas, que atuavam em três hospitais de grande porte no Município de São Paulo. Os dados, foram obtidos com uma população amostral de 203 entrevistados. A maioria era do sexo feminino (74,4 %) com menos de 30 anos; de baixa escolaridade: 50,7 % com primeiro grau incompleto; 97 % mantinham um emprego. Trabalhavam em várias áreas do hospital em sistema de rodízio, sendo que 86,7 % eram auxiliares de limpeza e 79,8 % com menos de quatro anos na função. Apenas 8 % conhecia e aplicava as MPP. Observou-se que mais de 90,0 % dos funcionários referiram ter recebido treinamento sobre as MPP e o uso adequado do EPI, os funcionários da empresa A, demonstraram, tanto conhecer quanto aplicar os EPI nas áreas de risco mais que os da empresa B. Os valores expressos de Conhecimento adquirido sobre as MPP e da Adesão a esse conhecimento na prática diária foram avaliados como sendo fracos.O coeficiente de correlação entre Conhecimento e Adesão dos funcionários foi de (0,76p < 0,0001) considerado muito bom. Os supervisores foram os que mais demonstraram conhecer e aplicar as MPP. As mulheres (42,4 %) apresentaram maior adesão que os homens (34,6 %). A incidência de acidentes profissionais foi de 12,0 % na Empresa A e 18,0 % na B. Do total dos acidentes deste estudo, 72,4 % fora devido à exposição percutânea: 51,0 % recolhiam as agulhas do chão com as mãos, alguns as reencapavam e jogavam-nas no lixo comum. Dos funcionários entrevistados nas Empresas A e B: 12 % e 18 % respectivamente, mencionaram ter tido algum tipo de acidente. Verificou-se que, do total dos acidentes, 72,4 % foram devido à exposição percutânea e 27,6 % por respingo com material biológico.
Estes resultados mostraram a necessidade de avaliação contínua dos funcionários acerca das MPP, e a identificação dos fatores que dificultam sua Adesão.


Fonte: Medgraf


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /