página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Artigo: Segurança Corporativa - Novos Cenários - Carlos Paiva


03/10/02

SEGURANÇA CORPORATIVA – Novos Cenários
(*)Carlos Paiva

“ Sabemos duas coisas sobre o futuro:
 Não se pode saber o que será.
 Será diferente do que existe agora e do que esperamos. “
Peter Drucker

O novo contexto da segurança corporativa, amplia as responsabilidades e ações do sistema de segurança na empresa. Adstrita quase sempre ao ambiente de segurança das instalações, a segurança corporativa deverá ampliar seu “foco” de serviços e ações nas áreas de inteligência e investigações, visando atender os interesses e negócios da empresa.

A axioma “agir localmente, pensar globalmente”, nunca foi tão adequado as novas nuances da segurança. Riscos e ameaças até então inimagináveis ou restritos, são agora freqüentes e comuns. Os ativos do capital mudaram; informação, mais do que nunca, é poder, como já referenciava Focault, e essa nova realidade impõe à segurança, uma desconstrução de seus paradigmas.

Até bem recentemente, bastava manter um rígido controle de acesso, com um programa básico de segurança interna (tipo não deixe documentos sobre as mesas...) e teríamos grande chances de evitar dissabores de perdas de informações estratégicas e/ou sensíveis. Presentemente, o conteúdo de um noteboock ou palm, perdido, furtado ou até roubado, pode transportar todas as informações para fora da empresa de modo rápido e completo.

Por outro lado, a busca a informações que envolvia riscos para formulações, projetos e conteúdos de produto final, hoje ampliou-se para novos setores. Logística, relação de clientes e interface financeira, novas campanhas de propaganda e dados sobre consumo de insumos, são dados de alto interesse no mercado. Bases documentais sobre empregados e dirigentes e controle das comunicações, também são disputados no mundo da competitividade acirrada e nem sempre com nuances da ética !

A chamada “espionagem industrial”, virou “espionagem de negócios” tendo como objeto, não somente a “produção”, mas também o próprio negócio e suas formas, buscando “queimar etapas”, sem o investimento em tempo e recursos tecnológicos, com pesquisa e desenvolvimento. Sabendo-se quais os produtos que são usados na área de TI de uma empresa e quais os sistemas que ali estão instalados, poder-se-á iniciar um processo de análise de meios e recursos tecnológicos e físicos de intrusão para possibilitar a captura de informações ou dados...

Outros riscos estão vinculados ao uso das instalações de comunicações da empresa para usos criminosos, tais como tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e pedofilia.

Ameaças oriundas do crime organizado, do terrorismo e da criminalidade local, também merecem atenção especial, já que suas atividades podem causar graves prejuízos para a organização, e merecem tratativa preventiva quanto as contramedidas a serem adotadas, visando erradicação ou neutralização do risco.

O “turn-over” de pessoal, até então restrito a alguns setores primários da economia com uso intensivo de mão-de-obra, avançou sobre todas as atividades, gerando novas dificuldades para a retenção de talentos e para a segurança, já que o assédio sobre colaboradores nas áreas mais competitivas da organização, visando sua ida para outras empresas (coincidentemente, quase sempre concorrentes...) é um fato no dia-a-dia.

A estrutura de segurança nesse meio tempo, foi mantida, quando não até reduzida. Os riscos foram ampliados, e muitas vezes a segurança, vai agir reativamente, após o acontecimento indesejado, já que por não operar um sistema de “inteligência de segurança”, trabalha sobre o “acontecido” e com os dados que sobraram ou foram propositadamente deixados para serem pesquisados em busca de autoria e materialidade, visando impedir ou desviar a identificação de seus reais autores. Essa ocorrência é comum nos casos de fraudes, onde a empresa, acaba por descobrir, sempre tardiamente, o que todos já sabiam.

A segurança pode agir preventivamente no interesse da empresa em variadas áreas da inteligência e da investigação; durante a etapa de recrutamento de empregados, com atividades de "pré-seleção", visando uma apuração mais eficaz quanto a dados e históricos; Em operações de busca, análise e tratamento para "due diligence" (nos aspectos de segurança), quando a organização está buscando parcerias ou novos negócios (aquisições, fusões, incorporação), envolvendo empresas e seus dirigentes. Além disso, ações voltadas para a prevenção as fraudes e espionagem podem representar significativo valor agregado as atividades de segurança corporativa.

Se por um lado, isso amplia o potencial de serviços para a segurança, exige por outro lado, novas concepções de informação e conhecimento técnico-científico de seus operadores, os quais precisam desdobrar-se sobre novas formas de saber que variam da Tecnologia da Informação, passando pelo processo do conhecimento e do trato da informação, além de exigir ampliação permanente de suas bases de acesso as informações que possam a ter uso pela segurança, trabalhando com estruturas de controle e análise de risco, agregando-se a isso um perfil voltado para a investigação. Isso significa que a parte operativa de segurança corporativa, passa em grande parte para os meios e produtos tecnológicos, com supervisão mediana, ao passo que o trabalho de pesquisa, análise, estudo e tratamento de investigações e inteligência de segurança passa a incorporar a estrutura de comando e direção de segurança.

(*) Carlos Paiva – Presidente do Comitê de Segurança Empresarial da Agência Brasil de Segurança – ABS
e-mail: paiva@pointtrade.com


Fonte: Viaseg News


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /