página inicial   |    quem somos   |    como pesquisar   |    anuncie   |    fale conosco
     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News
PESQUISA RÁPIDA:
produto ou serviço:


Ameaça de segurança está nas empresas


03/10/02

Empresas norte-americanas preocupadas com hackers roubando seus segredos devem ter mais medos de seus ex- funcionários, concorrentes e empregados terceirizados, de acordo com um novo estudo.

A propriedade intelectual e informação proprietária têm mais risco nas mãos de antigos empregados, concorrentes locais e estrangeiros e pessoas terceirizadas que trabalham no local do que o perigo vindo de hackers de computador, segundo um estudo realizado pela PricewaterhouseCoopers, pela Câmara Americana de Comércio e pela Sociedade Americana para Segurança Industrial Internacional (ASIS).

O estudo, chamado "Tendências em perdas na informação proprietária", define a informação proprietária e propriedade intelectual como "informação que não está em domínio público e que seu dono tomou medidas para protegê-la." Se refere, por exemplo, a dados sobre novos produtos e serviços.

"A ameaça interna é a mais séria. Isso significa que as companhias podem começar a considerar em investir mais em recursos humanos e processos de venda, assim como educar seus empregados sobre essas ferramentas e técnicas para atualizar suas práticas de segurança da informação", afirma o estudo.

Os resultados da pesquisa se baseiam em questionários respondidos por 138 executivos de empresas norte- americanas de todos os tamanhos. As questões tratavam de perdas em propriedade intelectual ocorridas entre 1º de julho de 2000 e 30 de junho de 2001. Cerca de 40% das empresas disseram que sofreram a perda de dados confidenciais.

Baseado nas respostas da pesquisa, o estudo concluiu que as empresas dos Estados Unidos tiveram prejuízos de até US$ 59 bilhões com perdas em propriedade intelectual e informações proprietárias no período.

A maioria resultou em quedas de receita associadas ao roubo de informações privilegiadas. As áreas afetadas incluíram pesquisa e desenvolvimento, informações de consumidores e dados financeiros.

A ameaça dos hackers de computador aparece em quinto lugar nos riscos à propriedade intelectual, seguido por vendedores e fornecedores, empregados contratados, parceiros, serviços de inteligência, fabricantes externos e a imprensa.

Entretanto, quanto mais informações corporativas forem armazenadas e transmitidas por sistemas de TI, os hackers são "uma área que deve ser sinalizada para aumentar a segurança dos negócios", afirma o estudo.

A maioria das respostas não encriptam dados confidenciais enviados pela Web, o que já revela uma brecha para os invasores. Entretanto, a maior parte dos participantes reconhece que a Internet, aparelhos de computação e produtos relacionados criam novas ameaças à proteção das informações corporativas.

[ Juan Carlos Perez, IDG News Service, EUA Com tradução de PC World )


Fonte: PC World


Envie essa notícia para um Amigo


Seu Nome:

Seu E-mail:

Nome do Amigo:

E-mail do Amigo:

Mensagem:




Pesquisar Cursos













     Agenda:      Feiras    /    Cursos Presenciais    /    Eventos                                                                                     Receba o Viaseg News


Área do Anunciante                     Maquinas Industriais   /   Br Domínio Hospedagem de Sites   /