Clique aqui para ver mais artigos >>>
www.viaseg.com.br

Cães - Uma Solução Para Problemas de Segurança

Selene Negreiros

linha.gif (1525 bytes)

Na cidade do Rio de Janeiro, um cão da raça Pastor Alemão, abrigou-se no telhado de uma delegacia. Na madrugada o cão latia forte - os policiais resolveram então verificar o que se passava e descobriram que os detentos estavam prontos a evadir-se.

A fuga foi evitada. O dono do cão ao vê-lo pela TV foi buscá-lo, mas X-9 (como foi "batizado" pelos policiais) preferiu voltar e seguir seus instintos de guarda e retornar à delegacia.

 rot.jpg (8359 bytes)

Esse exemplo do cotidiano ilustra de forma clara como um cão pode ajudar na solução dos problemas de segurança privada. Seus ouvidos são mais aguçados, seu faro mais sensível - afinal, é disso que ele se vale para sobreviver.

No caso de uma intrusão, principalmente com a utilização de armas de fogo, nosso amigo enfrentará a situação sem medo - ele não sabe que aquela arma pode tirar-lhe a vida, diferentemente de pessoas que por instinto de sobrevivência, têm a tendência de recuar diante de uma ameaça como essa. O cão é condicionado e treinado para atacar - ele não fará distinções entre
um 38 ou um AK-47, não importa o calibre.

Quanto mais o cão estiver no local a ser protegido, melhor. Ele terá a exata dimensão de que aquele é seu "território" e, assim, poderá guardá-lo de forma mais eficiente. Ele conhecerá todo o arranjo físico, localização de portas e janelas, meios de acesso, etc, que lhe permitirão atuar de forma mais efetiva.

Não podemos esquecer, também, do efeito psicológico. Muitos poderiam tentar a intrusão ao saber que a área está apenas "fechada". Mas quantos iriam tentar penetrar em um local protegido por um cão ? Com certeza muito poucos (para não dizer ninguém), ousariam essa invasão !

A utilização de cães-de-guarda, é uma opção para atividades de vigilância e controle de intrusão, valendo sempre lembrar que o câo sozinho , não representa indicativo de segurança, sendo necessários sistemas complementares, estudados , caso a caso.

Nas atividades preventivas de segurança pessoal em deslocamento, o cão tem um papel destacado. Centenas de casos de ataques a motoristas, seriam evitados pela utilização de cães! É preciso observar que o fator de desestímulo ao ataque do criminoso, faz do cão um adequado meio de segurança pessoal. Tambem é importante lembrar que não basta um cão. O animal precisa ser adequado ao serviço que se espera dele, e daí as avaliações quanto a raça, temperamento, porte e adestramento, além da personalidade individual canina.

Cães treinados e adaptados podem fazer escolta de crianças e pessoas de terceira idade, evitando os ataques comuns na área urbana, partidos de meliantes , que se aproveitam da fragilidade desses grupos para aterrorizar e agredi-las.

Nas empresas os cães podem auxiliar no patrulhamento de grandes áreas, como também nos condomínios onde a vigilância, especialmente a noturna ou aos fins-de-semana, acabam por ser negligenciada, facilitando ataques criminosos.

Para que o serviço de operações de segurança com cães-de-guarda, tenha resultado satisfatório, é importante o treinamento do condutor, já que da integração entre homem e animal dependerá o sucesso do resultado em caso de necessidade.

Um cão de guarda, bem adestrado, adaptado ao local que vai ser guardado, fatalmente será um aliado fiel do vigia, auxiliando-o em sua tarefa !

 

Selene Negreiros
Consultora em Segurança Patrimonial
selene@mar.com.br



Clique aqui para ver mais artigos >>>
www.viaseg.com.br